ZAP Câmara

A Câmara Municipal de São Paulo passa a contar com um novo canal de comunicação com os paulistanos: o WhatsApp.
A nova ferramenta irá facilitar o contato entre a Câmara e os cidadãos, permitindo a ampliação do diálogo. Além de poder se manifestar por meio da Ouvidoria, a população também poderá saber o que acontece na Câmara via o aplicativo através do boletim ZAP Câmara.

O informativo levará as principais notícias, audiências públicas e decisões do Legislativo paulistano para a palma da mão do cidadão. O munícipe interessado assina o serviço gratuitamente e se mantém informado sobre o trabalho da Casa.

Para assinar é só enviar uma mensagem com seu nome para o número do ZAP Câmara (113396-4000), ou clicar aqui, e adicionar o número do ZAP Câmara em sua agenda de contatos.

A Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo também oferece outros canais de atendimento à população, confira abaixo:

WhatsApp: +55 11 3396-4000
Telefone: 0800-3-226272 – Das 8h às 19h
Pessoalmente: Sala da Ouvidoria, na Câmara Municipal de São Paulo – Viaduto Jacareí, 100  1º Subsolo – Sala 29, das 9h às 18h.
Carta: Escreva para Ouvidoria do Parlamento – Viaduto Jacareí, nº 100, Bela Vista, São Paulo-SP – CEP 01319-900
Internet: E-mail ouvidoria@saopaulo.sp.leg.br ou acesse a Área do Cidadão, clicando aqui.

Saiba como a Ouvidoria da Câmara pode ajudá-lo

 

O que é

O cidadão paulistano tem um canal direto de comunicação com a Câmara Municipal de São Paulo através da Ouvidoria. Instituída pela Lei 15.507/2011, cabe à Ouvidoria realizar a interlocução da Câmara com a sociedade, recebendo solicitações, reclamações, sugestões e críticas.

A Ouvidoria também deve analisar, encaminhar aos órgãos competentes e acompanhar as manifestações dirigidas à Câmara. Também é sua atribuição responder aos cidadãos e entidades representantes da sociedade civil quanto a eventuais providências adotadas.

Outra função é auxiliar a Câmara a tomar medidas necessárias à regularidade dos trabalhos ou sanar violações, ilegalidades e abusos constatados. E ainda responder pelas solicitações enviadas ao Legislativo municipal com base na Lei de Acesso à Informação.

Para enviar questionamentos à Ouvidoria, o caminho é acessar a área específica do Portal, clicando aqui. Os atendimentos são realizados de forma presencial, por e-mail, telefone, através do Portal do Cidadão, mas também via carta e WhatsApp.

Portal do Cidadão

No Portal do Cidadão, o sistema usado serve para registrar, administrar e responder as manifestações dos munícipes, com o intuito de otimizar os procedimentos. Também é possível registrar as demandas com facilidade e monitorar virtualmente a qualquer momento os protocolos e respostas. Há ainda a possibilidade, ao final do atendimento, de avaliar a qualidade do serviço.

O que a Ouvidoria atende

Entre as dúvidas, críticas, elogios ou sugestões atendidas estão questões ligadas a:

Atividade Legislativa: sessões plenárias, audiências públicas, comissões, CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) e agenda da Câmara;

Projetos de Lei: conteúdo, elaboração, tramitação, aprovações, sugestões;

Eventos Institucionais: premiações, sessões solenes e outros;

Expediente: Escola do Parlamento, Restaurante Escola, Biblioteca da Câmara, assessoria de imprensa, assessoria parlamentar, entre outros.

Questões de responsabilidade da prefeitura

Uma das atribuições da Ouvidoria é informar os cidadãos quando as manifestações recebidas não forem de sua competência, já que é bastante frequente o recebimento de demandas que não fazem parte das atribuições do Poder Legislativo municipal.

Veja a seguir algumas questões de responsabilidade da Prefeitura de São Paulo que costumam ser solicitadas ou questionadas pela população junto à Ouvidoria:

Zeladoria e Obras: limpeza de praças, poda de arvores, tapa buracos, iluminação pública, áreas verdes ajardinadas, limpeza de córregos, reforma/manutenção de guias e sarjetas, condições das vias públicas, denúncias de terrenos abandonados e outros;

Educação: Problemas ligados a escolas, creches, merenda, uniformes e outros;

Saúde: Hospitais municipais, postos de saúde, assistência social, centro de zoonoses e outros;

Nesses casos, o papel da Ouvidoria é encaminhar as demandas à Ouvidoria Geral do Município (OGM) e à secretaria municipal pertinente. E também orientar o cidadão sobre o caminho mais adequado para atendimentos futuros. Com o devido esclarecimento, o cidadão poderá encontrar de forma mais ágil e eficaz as respostas para as suas questões.