Tripoli quer saber por que está faltando pediatra nas unidades de saúde da Prefeitura

RenattodSousa
Finanças
Dois projetos de lei tiveram seus pareceres aprovados

 

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara aprovou, em sua reunião desta quarta-feira (17/06), sete requerimentos dos vereadores Roberto Tripoli (PV) e Aurélio Miguel (PR), além dos pareceres favoráveis de dois projetos de lei.

Preocupado com a falta de médicos pediatras nas unidades de saúde da Prefeitura, Tripoli apresentou requerimento solicitando que a Secretaria Municipal de Saúde informe o déficit de pediatras nas unidades gerenciadas por organizações sociais e diretamente pela Prefeitura, além das medidas que estão sendo tomadas para corrigir essa distorção.
 
“Estou muito preocupado com o atendimento das crianças autistas e que são especiais, pois o que estamos notando neste governo é que no orçamento que aprovamos na Comissão de Finanças, de R$ 26 milhões, para essa questão só foi gasto, em seis meses, R$ 2,6 milhões, ou seja, apenas 10% foram utilizados."
 
No mesmo sentido, o vereador também apresentou requerimento à Secretaria Municipal da Educação. “Na Educação ocorre a mesma situação. Dos R$ 30 milhões só foram gastos 10%. Ou falta planejamento ou São Paulo está satisfeito com o atendimento aos especiais. Não dá para entender. Pois existem programas, projetos, dinheiro e até agora não foram gastos esses recursos, enquanto a cidade necessita de mais pediatras e mais especialistas que atuem nessa área.”
 
PLs
 
Foram aprovados os pareceres favoráveis dos seguintes projetos de lei:
PL 405/06, do vereador Paulo Frange (PTB) e
PL 824/07, do vereador Aurélio Miguel.
 
Integram a Comissão de Finanças os vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Gilson Barreto (PSDB), Arselino Tatto (PT), Donato (PT), Milton Leite (DEM), Aurélio Miguel (PR), Adilson Amadeu (PTB), Roberto Tripoli (PV), e Wadih Mutran (PP), presidente
 

Imagens para download:
RenattodSousa
Finanças
RenattodSousa
Finanças

Veja também