Projeto Círculo Literário de Itaquera recebe o Prêmio Paulo Freire

2016-09-19-ss-premio-paulo-freire-abueno6428abre

Professor Daniel Carvalho, orientador do projeto vencedor, recebe a Salva de Prata da Câmara Municipal em nome dos alunos
Foto: André Bueno / CMSP

 

DA REDAÇÃO

A Câmara Municipal de São Paulo realizou na noite desta segunda-feira (19/9) a cerimônia de entrega da 11.ª edição do Prêmio Paulo Freire de Qualidade do Ensino Municipal.  O projeto vencedor recebeu a Salva de Prata da Câmara, e os 2º e 3º lugares receberam placas de homenagens. Mais sete projetos de destaque foram contemplados com menções honrosas.

Este ano, concorreram ao prêmio 114 projetos de educadores, vinculados a unidades escolares da rede municipal, que desenvolveram trabalhos para o aprimoramento da qualidade do ensino nas escolas públicas de São Paulo. A avaliação aconteceu segundo critérios que levam em consideração a promoção de aprendizagens diversificadas, participação da comunidade, efeito multiplicador, inovação e criatividade, alinhamento aos princípios de Paulo Freire, forma e conteúdo do projeto.

Participaram da Comissão Julgadora representantes da Secretaria Municipal de Educação, Comissão Permanente de Educação, Cultura e Esportes da Câmara, SINPEEM (Sindicato dos Profissionais de Educação no Ensino Municipal de São Paulo), UMES (União Municipal dos Estudantes Secundaristas), Conselho Municipal de Educação, ABONG (Associação Brasileira das Organizações Não-Governamentais) e do Instituto Paulo Freire.

O projeto ‘Círculo Literário de Itaquera: A poesia que fazemos, a poesia que somos’ foi o grande vencedor da noite. A proposta de intervenções poéticas da zona leste da capital, orientada pelo professor Daniel Carvalho, recebeu pelo segundo ano consecutivo o primeiro lugar da premiação. Para o professor – o mérito é todo dos alunos.

“Este projeto é na verdade a continuação do que foi premiado no ano passado, é a publicação do segundo livro de jovens poetas de Itaquera. São alunos e ex-alunos que desenvolveram sua arte dentro da comunidade. O prêmio é deles, eles tomaram a frente das atividades. Desta vez eu percebi que não era mais o orientador do projeto sozinho, eles passaram a orientar também. São motivo de muito orgulho”, afirmou Carvalho.

O segundo lugar da premiação foi entregue ao projeto ‘Alegrias de Quintal’ da EMEI Jd. Monte Belo. Consiste na desconstrução do modelo convencional de turmas e salas fechadas. Na EMEI, crianças escolhem de qual atividade querem participar e cada professor fica em um espaço da escola, oferecendo uma atividade pedagógica escolhida pelas crianças. Elas gerem seu próprio tempo e cuidam da alimentação também.

“O nosso objetivo é que elas fossem cada vez mais autônomas, pois acreditamos muito na capacidade das crianças de serem cidadãos desde pequenos. É uma honra para nós estarmos no Prêmio Paulo Freire, porque ele é nossa inspiração, muito do nosso trabalho vem das ideias dele. Ficamos muito felizes em estar aqui e sermos contemplados desta forma”, disse a professora Karina dos Santos Cabral, representante da escola.

“Paulo Freire é um dos educadores mais importantes do Brasil e uma referência mundial -principalmente no trabalho com a alfabetização de jovens e adultos. É um ícone na educação popular, por isso o prêmio tem uma importância muito grande para aqueles que foram homenageados”, ressaltou vereador Paulo Fiorilo (PT), presidente da solenidade.

O Prêmio

O Prêmio Paulo Freire de Qualidade do Ensino Municipal, entregue anualmente, foi instituído em 1998, em homenagem à vida e ao trabalho do educador, pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Freire, com o objetivo de estimular e valorizar as iniciativas que, pautadas na busca de alternativas e na criatividade, estejam alinhadas a uma política educacional comprometida com a melhoria do processo de ensino-aprendizagem.

Veja Galeria de Fotos do evento:

3 Comments

silvana maria dos santos de oliveira

Parabenizo e agradeço pela organização, a acolhida e linda solenidade que tive a honra de participar. Gostaria também de sugerir que devido a grandeza do evento e grande número de participantes: A premiação poderia ser feita por segmentos: Premiação para CEI, CIEJA EMEI, EMEF. Assim teríamos mais ganhadores!!!!! (Seria tão legal )

Solange Amorim

A cerimônia foi linda. Os educadores e estudantes da rede municipal são muito criativos e lutadores. A EMEF Dr Sócrates Brasileiro ficou em 3º lugar com o projeto que discutiu a crise política atual do país, ressaltando a importância de fortalecermos a Democracia nas Escolas e no Território para avançarmos em qualidade de ensino e socialmente.

Comentários estão fechados

Veja também