Oftalmologista Newton Kara José recebe Título de Cidadão Paulistano

2016-04-18-SS Cid Paulistano Newton Kara JosE-ABUENO7265ABRE

Vereadora Sandra Tadeu (DEM) entrega ao homenageado o Título de Cidadão Paulistano
Fotos: André Bueno / CMSP

 

DA REDAÇÃO

O oftalmologista Newton Kara José recebeu o Título de Cidadão Paulistano em sessão solene realizada na Câmara Municipal na noite desta segunda-feira (18/4), no Plenário 1º de Maio. A solenidade foi iniciativa da vereadora Sandra Tadeu (DEM).

Nascido em Neves Paulista em 1938, no interior de São Paulo, graduou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil (hoje UFRJ) em 1963, onde se especializou em oftalmologia. Fez pós-graduação na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e dedicou-se à carreira universitária. Atualmente, José é professor titular da Unicamp e da USP.

Sua história como professor se mistura com a evolução da oftalmologia no Brasil. “A oftalmologia brasileira é muito grata ao doutor Newton. Ele realizou muitas atividades em relação à prevenção da cegueira pela catarata. Ele é uma pessoa de grande valor na história da oftalmologia brasileira”, ressaltou o amigo e integrante do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Suel Abujamra.

2016-04-18-SS Cid Paulistano Newton Kara JosE-ABUENO7250MIO

Vereadora Sandra Tadeu (DEM)

Para a vereadora Sandra Tadeu (DEM), o legado do professor é um exemplo para toda sociedade “São Paulo não poderia deixar de fazer esta homenagem ao professor Newton Kara, um homem de currículo extenso, mas que acima de todos os projetos que realizou está o amor que ele tem pela medicina, por seus pacientes de todas as esferas sociais e por seus alunos. Acho que são coisas como esta que essa geração deveria aprender com o professor”, afirmou.

2016-04-18-SS Cid Paulistano Newton Kara JosE-ABUENO7251MIO

Oftalmologista e professor Newton Kara José

O professor agradeceu ao reconhecimento e disse que seu trabalho em comunidades carentes vem da dívida que acredita ter com a sociedade. “Sou a favor de que todos que estudem em universidades públicas sejam obrigados a devolver de alguma forma isso à sociedade, através de dinheiro para o Estado ou trabalhando em regiões mais desprovidas. Sinto-me honrado pelo reconhecimento. Existem poucas coisas melhores, no ponto de vista da comunidade, do que ser homenageado como um cidadão paulistano”, disse.

A solenidade foi prestigiada pela secretária municipal de Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, além de familiares e amigos do homenageado.

Veja também