Embaixador do Vietnã visita Câmara para estreitar laços econômicos e culturais com São Paulo

Foto: Luiz França / CMSP

Comissão de Relações Internacionais nesta sexta-feira (24/05).

DANIEL MONTEIRO
DA REDAÇÃO

Novas parcerias econômicas e culturais entre São Paulo e o Vietnã foram discutidas, nesta sexta-feira (24/05), durante reunião entre o embaixador Do Ba Khoa e a vereadora Janaína Lima (NOVO), presidente da Comissão Extraordinária de Relações Internacionais da Câmara Municipal de São Paulo. A visita faz parte da comemoração dos 30 anos das relações diplomáticas entre o Brasil e o país asiático, celebrados em 2019.

Segundo o embaixador vietnamita, está prevista para este ano a viagem ao Brasil de 14 delegações vietnamitas de diferentes áreas. Uma delas, com representantes da cidade de Ho Chi Minh, a mais populosa do Vietnã, pretende estabelecer parcerias econômicas e culturais com a capital paulista.

“Ho Chi Minh tem nove milhões de habitantes e é responsável por 25% do PIB [Produto Interno Bruto] do Vietnã. Assim como São Paulo, é o centro econômico do país. Devido a essas características, entendemos que a formalização de um acordo de cooperação entre os dois municípios será extremamente benéfica”, afirmou Do Ba Khoa.

Do Ba Khoa destacou que, em 2018, o intercâmbio comercial entre Brasil e Vietnã movimentou US$ 4,5 bilhões, concentrados em produtos agropecuários. O montante, disse o embaixador, é 155 vezes maior do que o registrado em 2001. “O foco é fortalecer essa relação porque, apesar de ser um país geograficamente distante, o valor dos negócios registrado entre Vietnã e Brasil é superior, por exemplo, ao que o Brasil negocia com países como Paraguai e Peru, nações geograficamente mais próximas”, afirmou.

A expectativa do Vietnã com as novas parcerias, em especial no caso de São Paulo, é expandir as relações para áreas consideradas estratégicas. “Já temos 16 acordos, protocolos e memorandos firmados, mas somente dois abordam cooperação cultural ou educacional. São áreas importantes para o crescimento das relações entre Brasil e Vietnã e a cidade de São Paulo, vista como essencial neste processo”, ressaltou Do Ba Khoa.

Ao falar sobre o possível acordo com São Paulo na área de educação, a vereadora Janaína Lima chamou a atenção para o bom desempenho recente do Vietnã no PISA (sigla em inglês para Programa Internacional de Avaliação de Alunos), avaliação de desempenho escolar coordenada pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), aplicada a 75 países.

No último ranking PISA, de 2015, os estudantes vietnamitas ficaram entre os 10 melhores nas três áreas de avaliação: leitura, matemática e ciências. Enquanto isso, o Brasil ficou na 63ª posição em ciências, na 59ª em leitura e na 66ª colocação em matemática. “O Vietnã vem se destacando no setor da educação, e esse é um intercâmbio importante que a gente pode fazer. Podemos testar os casos bem-sucedidos, para incorporarmos ao ensino da capital”, frisou Janaína.

De forma a agilizar a realização dessas novas parcerias, explicou a vereadora, a Comissão de Relações Internacionais deverá apresentar um PL (Projeto de Lei) para que Ho Chi Minh seja cidade-irmã de São Paulo. “Dessa forma, quando recebermos a visita da delegação vietnamita, poderemos

 

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também