Click Paulistano

Os trilhos que você não vê

Nos 50 anos do metrô de São Paulo, o olhar do repórter fotográfico Marcelo Ximenez revela diferentes visões sobre o meio de transporte

Das viagens feitas sobre os trilhos ao trabalho oculto de manutenção, realizado todas as noites nos subterrâneos, o repórter fotográfico Marcelo Ximenez, da Câmara Municipal de São Paulo, mostra um pouco dos bastidores do metrô paulistano, que completa 50 anos.
A data oficial da criação é 24 de abril de 1968, quando foi realizada a assembleia que formalizou a constituição da Companhia do Metropolitano de São Paulo. Os trens só começaram a circular seis anos depois.
O sonho de um trem subterrâneo, porém, é mais antigo. O primeiro projeto de um metrô para a capital paulista foi idealizado em 1906 pelo engenheiro Felipe Antônio Gonçalves, que havia conseguido autorização da Câmara Municipal de São Paulo para explorar o subterrâneo do Município.
O projeto acabou não saindo do papel por influência da Light, empresa privada poderosa que tinha o monopólio do transporte elétrico e não queria concorrência. Em 1927, a Light apresentou o seu próprio projeto de metrô, que acabaria atropelado pela Revolução Constitucionalista de 1932.
As operações comerciais do metrô de São Paulo, o primeiro do País, tiveram início em 14 de setembro de 1974. No começo, fazia apenas o trecho Jabaquara-Vila Mariana.
Hoje, São Paulo tem seis linhas de metrô, com 89,7 quilômetros de trilhos e 79 estações, que transportam 4 milhões de passageiros por dia, mais de 1 bilhão por ano.

Das viagens feitas sobre os trilhos ao trabalho oculto de manutenção, realizado todas as noites nos subterrâneos, o repórter fotográfico Marcelo Ximenez, da Câmara Municipal de São Paulo, mostra um pouco dos bastidores do metrô paulistano, que completa 50 anos.
A data oficial da criação é 24 de abril de 1968, quando foi realizada a assembleia que formalizou a constituição da Companhia do Metropolitano de São Paulo. Os trens só começaram a circular seis anos depois.
O sonho de um trem subterrâneo, porém, é mais antigo. O primeiro projeto de um metrô para a capital paulista foi idealizado em 1906 pelo engenheiro Felipe Antônio Gonçalves, que havia conseguido autorização da Câmara Municipal de São Paulo para explorar o subterrâneo do Município.
O projeto acabou não saindo do papel por influência da Light, empresa privada poderosa que tinha o monopólio do transporte elétrico e não queria concorrência. Em 1927, a Light apresentou o seu próprio projeto de metrô, que acabaria atropelado pela Revolução Constitucionalista de 1932.
As operações comerciais do metrô de São Paulo, o primeiro do País, tiveram início em 14 de setembro de 1974. No começo, fazia apenas o trecho Jabaquara-Vila Mariana.
Hoje, São Paulo tem seis linhas de metrô, com 89,7 quilômetros de trilhos e 79 estações, que transportam 4 milhões de passageiros por dia, mais de 1 bilhão por ano.

veja também: